Vereadores averiguam denúncia de contratação de professores para atuar em salas de aula inacabadas
Vereadores Lia Nogueira e Márcio Pudim fizeram vistoria às obras de construção de três novas salas de aula na Escola Municipal Professora Maria da Conceição Angélica
Foto: Divulgação
24/05/2021 17:05

Atendendo a denúncias apresentadas pela comunidade escolar da região do Grande Jardim Guaicurus, os vereadores Lia Nogueira (PP) e Márcio Pudim (DEM) vistoriaram nesta segunda-feira (24) as obras de construção de três novas salas de aula na Escola Municipal Professora Maria da Conceição Angélica.

Orçada em quase R$ 300 mil, a obra, que está inacabada e paralisada há meses, deveria ser executada pela Prefeitura de Dourados com a utilização de recursos próprios. É o que prevê o contrato assinado na gestão da ex-prefeita Délia Razuk (sem partido).

Conforme os vereadores, mesmo com as obras paralisadas e sem apresentar nenhuma previsão de prazo para a retomada dos serviços, a Secretaria Municipal de Educação iniciou o processo de seleção para contratação dos professores que vão atuar nas futuras salas de aula.

De acordo com Márcio Pudim, antes mesmo da contratação dos profissionais, a administração municipal deveria ter tido o cuidado de no mínimo retomar a obra e apresentar um possível prazo para a entrega das salas antes de contratar os profissionais da educação que vão atuar nestes espaços. O assunto foi tema de requerimento apresentado pelo democrata à Semed (Secretaria Municipal de Educação) e também à Segov (Secretaria Municipal de Governo),

“Mesmo estando neste período de pandemia com aulas remotas, como realizar um processo de seleção de professores para salas de aula que não têm teto ainda? E pior, como lotar alunos nessas salas? Através do nosso requerimento de nº 109, protocolado sob o número 748/2021, datado em 09 de abril de 2021, fomos informados que a obra está avançando lentamente, sendo que a construtora responsável pelo serviço já foi notificada três vezes. Mas, em vistoria na unidade de ensino nesta segunda-feira, constatei que não houve retomada alguma. A obra continua paralisada e o mato tomando conta”, alertou o vereador.

Márcio Pudim disse ainda que fará um novo requerimento para confirmar a vistoria realizada ao local e solicitar mais informações sobre a lotação de professores e alunos nas três novas salas de aula no Jardim Guaicurus.

Lia Nogueira, que também esteve presente na vistoria às obras das salas de aula, foi informada de que na época, quando da paralisação da obra, o então secretário de Educação de Dourados, Upiran Jorge Gonçalves, decidiu não realizar processo seletivo para a contratação de professores enquanto as salas de aula não fossem entregues. “Vejo a postura da atual administração no mínimo questionável. Como se faz processo seletivo para lotar professores em salas que nem existem? Tudo bem que as aulas presenciais seguem momentaneamente suspensas, mas e quando forem retomadas? Sabemos que uma construção pública normalmente leva tempo. Vou levar o caso também ao plenário da Câmara Municipal, para que o Executivo traga respostas aos nossos questionamentos”, destacou Lia.

 

 

--

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.