Vereador Rogério Yuri cobra moradia para os que ganham acima de R$ 1.800
Vereador Rogério Yuri durante reunião com o prefeito Alan Guedes que tratou do lançamento de programa habitacional de financiamento popular
Foto: Assessoria
22/03/2021 10:57

O vereador Rogério Yuri (PSDB) esteve na sexta-feira (19), juntamente com a diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul, Maria do Carmo Avezani Lopes, visitando o prefeito Alan Guedes em seu gabinete onde se reuniram, para tratar do programa habitacional de financiamento popular, com subsídios do FGTS, que será lançado na região do Izidro Pedroso, em Dourados. O programa está sendo tocado pelo governador do estado Reinaldo Azambuja.

O projeto, que prevê a construção de, no mínimo, 128 apartamentos, já teve sua implantação aprovada. “A área foi doada pelo município, também como forma de diminuir o custo desse imóvel para a população, e agora será feito chamamento público para contratação da entidade que irá gerir a obra”, explicou diretor-presidente da Agehab do município, Diego Zanoni.

O prefeito reforçou a parceria com o Governo do Estado para reduzir o déficit habitacional do município e fomentar a aquisição de imóveis através de financiamentos acessíveis. “Nosso desafio é reduzir o déficit de moradia. Vamos trabalhar modelos de oferta que caibam no bolso da população que mais precisa”, reforçou o prefeito. Já o vereador Yuri se mostrou preocupado com aquelas famílias que possuem renda acima de R$1.800,00 e não são beneficiadas muitas vezes pelo município Rogério Yuri disse “ Temos que dar condições para aqueles que tem uma renda superior mas tem a dificuldade de pagar uma entrada de 20% ou até 30% de entrada na construção da casa própria e com a parceria da prefeitura doando o terreno parte dessa população que a anos não vinha sendo atendidas passam a ter os mesmos direitos dos menos abastados que recebem suas casas sem nenhuma contrapartida".

Para participar, é necessário estar cadastrado na Agência. “Funciona como qualquer financiamento habitacional do programa Casa Verde e Amarela, a parcela gira em torno de R$ 400 e R$ 500".

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.