Vereador Olavo Sul também assina pedido de “CPI da Covid”
Emedebista é o oitavo vereador a assinar o requerimento que pede a Comissão de Inquérito
Vereador Olavo Sul assinando o requerimento para abertura de CPI para investigar aplicação de recursos federais no combate à pandemia do coronavírus
Foto: Assessoria
05/04/2021 08:44

Retornando do período de isolamento por ter resultado de exame positivo para a Covid-19, o vereador Olavo Sul (MDB) teve como primeiro ato, na manhã desta segunda-feira (05), assinar o requerimento que pede a instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a aplicação de recursos destinado pelo governo federal para o combate à pandemia do novo coronavírus em Dourados.

O requerimento é de autoria do vereador Fabio Luís (Republicanos) e recebeu imediato apoio dos vereadores Laudir Munaretto (MDB), Lia Nogueira (PP) e Juscelino Cabral, Diogo Castilho, Creusimar Barbosa e Marcio Pudim (todos do DEM), completando sete assinaturas, número mínimo para se pedir a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito.

Olavo Sul é o oitavo vereador a apoiar a iniciativa, que busca dar transparência no uso dos recursos destinados ao combate à pandemia do novo coronavírus.

Ele lembra que em 2020, ainda na gestão anterior, também assinou pedido semelhante para abertura de CPI com a mesma finalidade. A iniciativa à época foi da vereadora Daniela Hall (PSD), porém o requerimento não avançou na Câmara Municipal por não ter conseguido o número mínimo de assinaturas.

“Sou muito a favor de que se apure como foram utilizados esses recursos. É um montante considerável, o que não justifica o caos em que se encontra a saúde pública em Dourados”, diz Olavo Sul, lembrando que além de atraso no pagamento de salários dos funcionários da Funsaud (Fundação de Serviços de Serviços de Saúde de Dourados), muitas vezes há falta de insumos básicos para o atendimento dos pacientes nas unidades públicas de saúde do município.

De acordo com publicação no Portal da Transparência da Prefeitura de Dourados, a cidade recebeu R$ 54 milhões do Ministério da Saúde.

Nesta segunda-feira, o presidente Laudir Munaretto deve indicar os vereadores que irão compor a CPI para dar início aos trabalhos de investigação.

 

Texto/Fonte: Assessoria CMD

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.