Vereador Cirilo Ramão defende leitura bíblica nas escolas da Reme
06/04/2015 07:35

Vereador do PTC afirma que seu projeto é de cunho educacional e não religioso

Pastor evangélico, o vereador Cirilo Ramão (PTC) está defendendo a leitura bíblica nas escolas da Rede Municipal de Ensino de Dourados. Em indicação ao prefeito Murilo Zauith (PSB), com cópia à secretária de Educação Marinisa Mizoguchi e ao secretário de Governo José Jorge Filho, ele diz que a iniciativa visa “trazer o conhecimento cultural, geográfico e científico de fatos históricos bíblicos”.

Cirilo Ramão justifica que a bíblia é um conjunto de livros, para muitos, religioso, porém o seu conteúdo é universal, científico, arqueológico, cultural, geográfico e histórico e a sua abrangência é fantástica, corresponde há um período de 1.600 anos. “Foi o primeiro livro a ser impresso no mundo, independe de credo religioso, e também o mais vendido e lido no mundo, com seis bilhões de cópias e textos traduzidos em mais de 2.500 línguas e dialetos”, diz, observando que a obra foi escrita por cerca de 40 autores, dentro das mais variadas profissões, incluindo até reis.

“Entendemos que o estado é laico e que o projeto não fere a Constituição Federal”, pondera o vereador, citando o artigo 5°, que trata da liberdade de religião, “onde afirma ser assegurado, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva. Estipula que ninguém será privado de direitos por motivos de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa fixada em lei”.

Cirilo Ramão justifica ainda que seu projeto tem a finalidade de enriquecer o conhecimento dos alunos. “O projeto é de cunho educacional e não religioso; a leitura bíblica proporcionará aos alunos fundamentos históricos e sua iniciativa não se contrapõe ao estado laico”, explica o vereador, concluindo que “proibir a leitura bíblica nas escolas é uma intolerância que leva ao preconceito e um ato de discriminação”.

SAÚDE

O vereador também indicou ao prefeito e secretários, que viabilize estudos e adote providências no sentido de promover a melhoria do serviço público de saúde visando à realização de exame de saúde básico nos alunos da educação infantil e ensino fundamental na Rede Municipal de Ensino no início de cada ano letivo.


Vereador Cirilo diz que projeto tem cunho educacional e não religioso (Foto- Thiago Morais/CMD)

Texto/Fonte:

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.