Por falta de insumos, vacinação é suspensa em UBS de Dourados, denuncia Lia Nogueira
Vereadora Lia Nogueira visitando unidades de saúde da rede municipal
Foto: Assessoria
30/09/2021 11:42

 

A vereadora Lia Nogueira (PP) irá apresentar requerimento junto à Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, cobrando explicações sobre a falta de insumos necessários para a vacinação. Em visita a duas unidades de saúde do município, Lia Nogueira foi informada sobre a falta de agulhas pequenas para aplicação de vacinas em crianças e também sobre a falta de “Descarpack” – caixa de descarte de materiais perfuro-cortantes, o que também compromete a vacinação de pacientes em qualquer idade.

Segundo a vereadora, na UBS (Unidade Básica de Saúde) do Jardim Colibri, a falta das agulhas menores impossibilita a aplicação de vacinas nos primeiros anos de vida. São vacinas contra doenças como a meningite, o sarampo, entre outras, que integram o protocolo do ciclo vacinal. “Recebemos a reclamação de mães desta região de Dourados que não estão conseguindo vacinar seus bebês. Além delas, há mães de crianças maiores um pouco, mas que ainda estão na fase de cumprimento do ciclo vacinal. É uma situação que não pode ocorrer e que coloca em risco a saúde dessas crianças”, relatou a vereadora.

Em visita a UBS do Jardim Colibri, Lia Nogueira foi informada de que recentemente houve uma aquisição emergencial desses insumos por parte do município. Mas acontece que, assim que os insumos chegaram já estavam com o prazo de validade próximo de expirar e portanto, não foram suficientes para atender a grande demanda. “A falta de insumos como agulhas é algo muito sério e sabemos que o processo de licitação para aquisição desses materiais normalmente é demorado. Vamos além do requerimento cobrando explicações do município quanto a falta, apresentar também um ofício solicitando agilidade na aquisição dos insumos em regime de urgência. É preciso normalizar a situação o quanto antes, não há como esperar a conclusão da licitação e deixar essas crianças sem serem imunizadas no período recomendado pelas autoridades em saúde”, reforçou Lia.

Além da UBS do Jardim Colibri, a parlamentar do PP também esteve na UBS do Residencial Campo Dourado. Segundo Lia, a falta de insumos é uma realidade em praticamente todos os postos de saúde do município. “No Campo Dourado, como não há caixas de descarte de materiais perfuro-cortantes, a sala de vacinação está temporariamente fechada. Os profissionais em saúde nos relataram que sem esses insumos que custam em média entre R$6 e R$13 cada caixa, não há como manter a aplicação de vacinas pois os riscos de contaminação são grandes”, explicou Lia Nogueira.

Conforme a parlamentar, são preocupantes também os relatos sobre o número insuficiente de luvas aos profissionais em saúde e de insumos para medicação injetável que estão prestes a acabar. Lia Nogueira informou ainda que, como integrante da Comissão de Saúde e Higiene da Câmara Municipal de Dourados, fará um relatório com todos os problemas detectados, em especial a falta de insumos imprescindíveis ao atendimento aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde). O documento vai subsidiar as denúncias já registradas e será encaminhado com pedido de providências urgentes.

 

 

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.