Olavo solicita melhorias e infraestrutura aos funcionários do CCZ
06/07/2017 07:18

06/07/2017 07h16 - Por: Da Assessoria Parlamentar

O vereador Olavo Sul (PEN) visitou o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) ontem (5), a convite dos funcionários, para verificar a real situação em que os trabalhos estão sendo realizados, mesmo sem infraestrutura.

Olavo Sul afirmou que solicitará melhorias da Prefeitura Municipal, o mais rápido possível, já que o atendimento dos agentes com o controle de vetores é essencial para a saúde da população. "Boa vontade não falta aos funcionários do CCZ. Estarei encaminhando documentos, solicitando melhorias e questionando sobre os recursos. O CCZ não é um hospital veterinário, como muitos acham, é um centro de vigilância e para dar certo, necessita de um olhar da prefeitura e, eu creio, que não irá faltar. A administração está aberta para conversas e eu estou aqui para somar", disse o vereador.

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos agentes de combate a endemias, Marco Aurélio Amorin Bonette, nos últimos anos, os funcionários estão esquecidos pela administração. "Estamos aqui para trabalhar, mas não temos infraestrutura. Não temos uma carrocinha, há mais de três anos, porque estragou. Não temos combustível suficiente, porque atendemos o município e os distritos. A infraestrutura predial necessita de melhorias. Não temos uniforme de identificação para visitar as residências, então necessitamos de um olhar da administração, já que contamos com recursos federais mensalmente", disse o funcionário.

CCZ

O CCZ, que é um setor veterinário, mas que tem foco na saúde humana e trabalha em conjunto com a Secretaria de Saúde, tem realizado o trabalho de prevenção, com visitas de casa em casa, tanto para controle de vetores como para vacinação antirrábica e tem garantido resultados positivos na redução de doenças como dengue, zika e chikungunya.

Somente este ano, de acordo com a coordenadora Rosana Alexandre da Silva, de 116 notificações de dengue, 15 tiveram resultados positivos. Das 25 notificações de chikungunya, apenas dois casos estão sendo tratados em Dourados. "Graças a um trabalho de controle e visitas que estamos realizando diariamente, os resultados são bem menores em relação ao ano passado. Mas ainda falta consciência da população e infraestrutura para nossos funcionários", lamentou Rosana.


O vereador Olavo Sul em conversa com a coordenação e os funcionários do CCZ / Foto: Divulgação

Texto/Fonte:

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.