Liandra da Saúde solicita sala no HV para implantação de Organização de Procura de Órgãos
Vereadora Liandra pede urgência na disponibilização de uma sala no Hospital da Vida
Foto: Valdenir Rodrigues
10/09/2021 07:00

 

Atendendo pedido da CIHDOTT (Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos), a vereadora Liandra da Saúde (PTB) encaminhou indicação ao Executivo, solicitando com urgência a disponibilização de uma sala no HV (Hospital da Vida), visando a implantação de uma unidade da OPO (Organização de Procura de Órgãos) para atender a região no suporte as captações de órgãos e consequentemente aumentando o número de doações e diminuindo a fila de espera.

Liandra reforça que para isso existe a necessidade de um espaço físico apropriado no Hospital da Vida para que a OPO seja implantada, caso contrário o município poderá perder o incentivo financeiro do Ministério da Saúde, que liberou recursos em parceria com o Governo do Estado, Município e Governo Federal. “Em Mato Grosso do Sul, atualmente apenas em Campo Grande existe uma unidade da OPO e Dourados pode ficar de fora se não disponibilizamos esta sala com toda estrutura necessária para implantação desta unidade”, enfatizou.

A indicação foi encaminhada durante sessão ordinária, na Câmara Municipal, ao prefeito Alan Guedes (PP), com cópias ao diretor da Funsaud, Jairo José de Lima e aos secretários municipais, Waldno Pereira de Lucena Júnior (Saúde) e Henrique Sartori (Governo).

O QUE É

A OPO é uma instituição ligada à Central Estadual de Transplantes e à Central Nacional de Transplantes, que é a responsável por informar a viabilidade de doador à CNCDO (Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos e Tecidos), que realiza a distribuição dos órgãos, indicado à equipe transplantadora responsável pela retirada e implante do mesmo.

A captação de órgãos é feita após a confirmação da doação. Quando a equipe de transplante toma conhecimento de todas as informações do doador, ela avalia se o órgão é apropriado ao seu receptor. Assim sendo, em caso afirmativo, a equipe responsável envia seus cirurgiões até o hospital em que o doador se encontra.

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.