Lia Nogueira cobra urgência no fornecimento de insumos de biossegurança aos funcionários do HV
Vereadora cobra da administração municipal o fornecimento de materiais e insumos indispensáveis para uso dos profissionais que atuam na saúde pública
Foto: Assessoria
16/08/2021 13:24

A vereadora Lia Nogueira (PP) está cobrando da administração municipal, por meio da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados) e da Secretaria Municipal de Saúde, o fornecimento emergencial de insumos de biossegurança imprescindíveis aos funcionários do HV (Hospital da Vida).

Segundo Lia, os trabalhadores da unidade hospitalar, incluindo enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, estão correndo sérios riscos diariamente pela falta de materiais imprescindíveis para o atendimento em saúde.

A disponibilização dos materiais será solicitada pela vereadora, por meio de requerimento apresentado na sessão ordinária desta segunda-feira (16) da Câmara Municipal de Dourados. No pedido, Lia Nogueira também sugere que o fornecimento dos insumos seja estendido às unidades básicas de saúde do município.

Conforme apurou a vereadora, estão em falta luvas de procedimento, caixas de descarte de materiais perfurocortantes, abocath de menores calibres (cateteres flexíveis), esparadrapo e até fitas de glicemia.

Lia Nogueira disse ainda que, no requerimento encaminhado à administração municipal, consta o pedido de medidas emergenciais para sanar a falta destes materiais básicos indispensáveis para uso dos profissionais que atuam no atendimento em saúde pública.

Em contato com profissionais lotados no Hospital da Vida, a vereadora do PP foi informada de que sem os materiais de uso diário, os trabalhadores em saúde correm sérios riscos. “No caso da falta de luvas de procedimento e das caixas de descarte de materiais perfurocortantes, entre eles as agulhas, há um perigo muito grande para quem trabalha no hospital ainda mais neste período de pandemia, que ainda estamos vivendo. São profissionais que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus e que necessitam de proteção e condições dignas de trabalho”, destacou Lia.

Lia Nogueira informou também que aguarda uma resposta urgente da administração municipal, quanto à regularização dos materiais de biossegurança aos funcionários do HV. Segundo ela, são trabalhadores que podem ser contaminados, durante o atendimento aos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde), pela falta dos insumos que constam no protocolo de atendimento estabelecido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

 

 

Texto/Fonte: Divulgação

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.