Ishy reitera pedido para Fundo do CCZ e pede reativação do Comitê da Dengue
Ishy afirma que profissionais do CCZ necessitam de uma maior autonomia em relação ao desenvolvimento de suas funções
Foto: Assessoria
31/05/2022 08:28

 

O vereador Elias Ishy reiterou o pedido de criação do Fundo Municipal do Centro de Controle de Zoonoses – CCZ. A luta do parlamentar é antiga. Em 2013 ele apresentou um Projeto de Lei que visava destinar os recursos arrecadados por meio de multas com o objetivo de dar maior aporte estrutural aos trabalhos desenvolvidos pelos agentes de Dourados.

Ele entende, no entanto, que a matéria trata-se de uma iniciativa do Poder Executivo, por isso, desde então, vem fazendo a indicação. Ishy também solicitou a reativação do Comitê Municipal de Combate à Dengue, pedido esse realizado ainda em 2019, quando a divulgação do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde alertava para a situação da cidade. “Os números crescentes e alarmantes atuais de casos de dengue fazem necessário sua reativação”, afirma.

Em maio de 2022, o município entrou na bandeira vermelha ao atingir incidência de casos de dengue considerada alta, figurando em taxa de 330,8 para casa 100 mil habitantes. Os casos prováveis na cidade estão em 746. Em resposta ao Requerimento Nº 692/2021, através do Ofício Nº 0027/2022, o Poder Executivo informou ao vereador que a previsão para reativar o referido Comitê se daria após a recomposição de servidores que seriam designados a esta função neste ano. Até então, sem sucesso.

Ishy explica que a reativação do Comitê é de extrema importância para o enfrentamento e contenção da proliferação da doença, para envolver a participação da comunidade no planejamento das ações de controle e prevenção da dengue. Ele entende que o Combate às endemias, principalmente nesse caso, requer constante manutenção dos equipamentos e veículos, o que exige mais rapidez e menos burocracia para o atendimento às demandas.

Sendo assim, os profissionais do CCZ necessitam de uma maior autonomia em relação ao desenvolvimento de suas funções, tendo em vista que são os responsáveis pelo enfrentamento desses casos. “É de fundamental importância que sejam garantidos recursos no orçamento municipal para que a categoria consiga realizar suas funções de forma mais eficiente. Por isso, solicitamos que seja realizada a elaboração e efetivação do Fundo e do Comitê”, finaliza.


 

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.