Ishy questiona política cultural e propõe reunião pública para o dia 30
Vereador conversa com a categoria para avançar em termos de oportunidades, financiamento e gestão
Reunido com representantes do setor, Ishy enfatiza que o debate sobre a cultura deve ser aprofundado
Foto: Assessoria
24/11/2021 11:35

 

O vereador Elias Ishy tem realizado conversas para debater a política e o fomento à cultura em Dourados. Segundo ele, o diálogo está sempre aberto com o "Conselho, o Fórum Permanente e Secretaria", além de demais artistas e/ou produtores, dada a importância de entender a realidade, necessidades, anseios e desafios da área. Pensando nisso, ele propôs uma reunião para o dia 30 de novembro, às 9h, na Câmara Municipal. “Contamos com a união de esforços para avançar”, afirma.

O parlamentar apresentou, recentemente, um requerimento em que questiona informações da prefeitura. De acordo com o documento, o orçamento aprovado para a pasta neste ano foi de R$ 1.875.000.00. Desse montante, Ishy quer saber qual o valor foi executado e pede que especifiquem os gastos com manutenção das atividades e os valores investidos na implementação de programas culturais.

O vereador também questiona quantos equipamentos culturais estão sob a responsabilidade da Secretaria, para listar e especificar os gastos previstos para manutenção e funcionamento dos mesmos. Ele também indaga qual a estrutura funcional, departamentos e coordenadorias com as suas respectivas composições de servidores, os cargos concursados e de comissão. Ishy ainda pede explicações quanto a reforma do Teatro Municipal, o cronograma, valor previsto e a origem dos recursos.

 

Reunido com representantes do setor, ele enfatiza que o debate deve ser aprofundado, por isso a proposição do encontro com a categoria, que tem passado por inúmeras dificuldades há mais de uma ano, principalmente, devido a pandemia do coronavírus. Editais de cunho emergencial, como da Lei Aldir Blanc e do acesso aos recursos que auxiliam também nesse momento, como o FIP (que não foi recebido em toda a gestão passada), também foram tema de conversas com o Executivo, na tentativa de desburocratização dos processos. “Estamos em diálogo com a base, com o Poder Público, para garantir e facilitar o acesso aos mecanismos de fomento, ainda mais aos que estão em vulnerabilidade social”, enfatiza.

 

Outro aspecto evidenciado é que a luta por políticas públicas, do ponto de vista, de continuidade e permanência, deve ser efetivada no Plano de Cultura e com a aprovação do Sistema de Cultura ainda em 2021. “Que contemple a igualdade de oportunidades, a valorização da diversidade das expressões e manifestações, as condições estruturais da Secretaria e a garantia de financiamento”, finaliza.


 

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.