Ishy demonstra preocupação e questiona prefeitura sobre combate à dengue
Ele também pediu informações referentes às ações de limpeza de terrenos e parques do município 
Elias Ishy questionou a prefeitura sobre o combate à dengue em Dourados
Foto: Thiago Morais/Arquivo
08/05/2020 09:00

Na última quarta-feira (06), o vereador Elias Ishy (PT) demonstrou muita preocupação, por meio de suas redes sociais, sobre a confirmação de 950 casos de dengue, conforme dados do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). Ele pediu atenção a população para a manutenção dos quintais limpos. “O coronavírus é uma realidade e a dengue também é. Temos um caso positivo a cada três horas”, afirmou.

Ele lembra, que em requerimento enviado no final de abril, o parlamentar solicitou informações referentes às ações de combate à doença no município e questionou quais ações o Executivo tem realizado para conter o aumento de casos. Ishy pediu ainda a relação das últimas compras realizadas de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) destinados aos Agentes de Combates às Endemias e pediu para a administração especificar quais itens foram adquiridos, quantidade e a respectiva data da compra.

Além disso, o vereador solicitou o envio da relação dos equipamentos e insumos que são necessários para os Agentes atuarem no campo (rua) e a quantidade disponível em estoque. Ele lembrou sobre a Emenda Impositiva Nº 26/2017, de sua autoria, que destina recursos ao CCZ até hoje sem execução. Por isso, ele indaga qual a previsão para isso e a situação do processo licitatório.

No mesmo mês, Ishy pediu informações referentes às ações de limpeza de terrenos e parques do município. O parlamentar quer saber se a secretaria de Serviços Urbanos possui um planejamento de trabalho que estabelece a periodicidade de roçada e limpeza desses locais. Ele pediu a cópia digitalizada desse planejamento de maio de 2019 até abril de 2020.

Sobre terrenos particulares, o vereador questiona como é feita a fiscalização dos que acumulam mato e lixo, contribuindo com a proliferação de transmissores de doenças, como a própria dengue. E sobre multa, quantas foram aplicadas no último ano no mesmo período, bem como de que forma esses recursos estão sendo aplicados. Ishy questiona que, em caso de sanção, como é feita a limpeza. Segundo ele, as respostas podem colaborar com as ações do legislativo.

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.