Idenor sugere lei que facilite acesso do idoso ao cadastramento na Prefeitura
16/03/2017 12:06

O vereador Idenor Machado (PSDB) apresentou indicação ao Executivo douradense sugerindo a viabilização de estudos para elaborar uma legislação que garanta ao cidadão o ‘Princípio da Dignidade da Pessoa Humana’ contida no Estatuto do Idoso e assim, assegurar o cumprimento da legislação.

Justifica o vereador que as novas tecnologias exige a integração entre homem e "computador" e nesse sentido, é importante criar uma plataforma que facilite o acesso e manuseio de serviços oferecidos ao cidadão. "Sabemos que muitos idosos tem dificuldade de locomoção e todos os anos os beneficiados com isenção de IPTU necessitam realizar um recadastramento e para isto, tem que enfrentar longas filas. A intenção e agilizar esse processo sem sacrificar, sem necessidade, o público da terceira idade", relata.

Idenor explica ainda que, "ao criar uma forma de obtenção de informações e utilização desses benefícios através da internet, faria com que as próprias repartições públicas pudessem atender o cidadão de maneira mais adequada e rápida, e também, evitaria o desgaste e inconveniências, como filas e tempo de espera para atendimento, às vezes, não tão adequados", .

Idenor solicitou ainda que seja aumentado um para três anos, ou mais, o tempo da validade do cadastro para o referido benefício, facilitando assim a vida do idoso que necessita se deslocar todos os anos até a repartição responsável para a renovação ou inscrição no referido programa.

"A tomada de tais medidas pela Administração, criando um serviço que aprimore o atendimento, resgata a dignidade das pessoas idosas e com alguma limitação, ou seja, resgata o respeito do Estado pelo cidadão", finalizou Idenor.

--



Texto/Fonte:

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.