Em audiência, Câmara debate políticas públicas para inserção da juventude no pós pandemia
Foto: Valdenir Rodrigues
01/10/2021 09:28

O jovem está vulnerável a inúmeras violações que afetam os seus direitos e a sua integridade física e moral. Pensando em ampliar o debate sobre os direitos a essa parcela da população, a Câmara Municipal de Dourados realizou na noite desta quinta-feira (30) a audiência pública ‘Juventude em Foco’. O evento foi uma proposição do vereador Daniel Junior (Patriotas), presidente da Comissão de Juventude da Câmara, e contou com a participação da Redecoor (Rede de Coordenadorias do município) e do CMJ (Conselho Municipal de Juventude). 

A audiência teve como foco a implantação de políticas públicas para a juventude, destacando principalmente nos mais pobres e vulneráveis e na retomada de projetos sociais após os impedimentos por conta de pandemia de Covid-19.  O debate foi conduzido pelos palestrantes Mariana Gomes da Rocha, gestora da rede de coordenadorias da Prefeitura de Dourados, pelo psicólogo clinico, mestre em Psicologia na área de processos psicossociais Renisson Costa Araújo Baronceli e pelo chefe do Núcleo de Estudos de Diversidade de Gênero e Sexual da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) Ana Carolina Santana Moreira.

Remotamente, o secretário de políticas públicas para juventude de MS, Ian Leal, destacou a luta do Estado para estimular os jovens sul-mato-grossenses a conhecerem os seus direitos e deveres, e participarem mais ativamente da construção das políticas públicas para esse grupo. “Esse tipo de evento é de suma importância para debatermos sobre políticas públicas para a juventude, estimulando o compartilhamento e troca de experiências governamentais e da sociedade civil a respeito de temas que envolvem as juventudes como a participação social, empregabilidade, voluntariado, empreendedorismo, saúde mental e articulação em rede de políticas públicas", explicou Ian Leal.

O presidente da Câmara Laudir Munaretto (MDB) enfatizou a importância da participação da juventude para alavancar e liderar os projetos de desenvolvimento social e econômico de Dourados. “A Câmara de Dourados traz para o debate o papel central da juventude para a construção de políticas públicas. Envolver os jovens nessa programação rica em conteúdo, para debater sobre temas de tamanha relevância como a saúde mental, é crucial para fortalecer as ações em prol da juventude em nosso município”, ressaltou.

Visivelmente emocionado com a realização da audiência, o vereador Daniel Júnior se lembrou de sua trajetória de vida na região do Parque das Nações e destacou a importância da juventude ter “voz e vez” dentro do legislativo douradense. “Lembro todo dia a equipe que nosso mandato trabalha com temas relevantes e a juventude, sem dúvida alguma, é um deles. Queremos trazer jovens de todos os segmentos e áreas para entender realmente qual é a necessidade, o que está faltando e fazer um compilado de todas essas ideias e apresentar um ponto de partida para começar esse trabalho. Ficamos praticamente quase dois anos parados com essa questão da pandemia e agora que está baixando o índice de contaminação e avançando na vacinação acredito que é o momento exato para dar esse ‘start’ e no máximo em janeiro desenvolvermos projetos para os jovens da nossa cidade”, disse.

Já a gestora da rede de coordenadorias da Prefeitura de Dourados destacou que o atual cenário demanda uma atenção especial aos jovens, principalmente nas questões relacionadas à saúde, educação e mercado de trabalho, o que ficou ainda mais crítico com a pandemia.  “Por isso a importância desse debate com a sociedade civil, com especialistas, vereadores e com a nossa juventude", concluiu. Também prestigiaram a audiência pública os vereadores Mauricio Lemes (PSB), Sérgio Nogueira (PSDB), Fábio Luis (Republicanos) e Cemar Arnal (Solidariedade).

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.