Elias Ishy volta a cobrar ações para serviços de infraestrutura no Residencial Roma I
Em agosto, Ishy (de azul na foto) visitou o local acompanhado de lideranças para verificar as demandas
Foto: Assessoria/Divulgação
04/11/2021 10:00

O vereador Elias Ishy (PT) voltou a cobrar ações para serviços de infraestrutura no Residencial Roma I, em Dourados. 

No final de outubro deste ano, Ishy já tinha encaminhado pedidos para que fosse providenciada a troca de lâmpadas, instalação de postes e braços de iluminação. Em agosto, ele visitou o local acompanhado de lideranças para verificar as demandas. 

Foram relatados vários problemas que posteriormente foram encaminhados à prefeitura. 

O encaminhamento também diz respeito a garantia da segurança coletiva, pois a questão da falta de lâmpadas em funcionamento, por exemplo, expõe os moradores à riscos principalmente à noite.

O vereador solicitou a substituição de lâmpadas queimadas nos seguintes pontos: rua Umbria 10 e Blocos 5, 6 e 18. A solicitação se estende também para as ruas Campidoglio e Demeciano de Mattos Pereira, localizadas nas laterais do residencial e que estão totalmente na escuridão. 

“Por se tratar de um residencial composto por famílias de baixa renda, as mesmas não possuem condições de arcar com os custos da substituição das lâmpadas, por isso, a necessidade da intervenção do Poder Público”, apontou Ishy.

Pedidos já tinham sido encaminhados em Outubro

O parlamentar já havia pedido em outubro a identificação da regularização do terreno localizado em frente ao Residencial e a adequação e delimitação das ruas de acesso sem asfalto.

Muitos moradores acabavam ‘cortando o caminho’, pois já havia se formado um espaço que facilitava a chegada ao portão de entrada. A dúvida era se não estavam circulando por uma área pública ou privada.

Nesse local, inclusive, caso público, os moradores solicitaram equipamentos que pudessem contribuir com o bem estar social e o lazer para a região, como uma academia ao ar livre ou uma praça. 

“Em toda a cidade devemos possuir espaços que permitam a realização de atividade de interação ou integração, garantindo assim uma melhora na qualidade de vida das pessoas”, explicou Ishy na época.

No mesmo local outro problema incomodava os moradores, com relação ao valor pago no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). Por ser um residencial popular, segundo as lideranças, a fatura vem muito alta, por isso eles solicitaram na época que fosse realizada uma revisão e a isenção, em alguns casos.

O vereador explicou que, embora o bairro seja recente, carece de atenção, principalmente quanto à infraestrutura. “Contamos com a sensibilidade do Executivo para dar respostas à população".

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.