Dr. Diogo Castilho cobra reforma de postos de saúde e expõe abandono da Seleta 
Móveis estão destruídos e infiltração pode fazer parede cair
Foto: Divulgação/Assessoria
13/04/2021 08:51

O médico e vereador Dr. Diogo Castilho (DEM), sempre atento às deficiências que a saúde de Dourados enfrenta, expôs durante a 11ª sessão ordinária da Câmara Municipal, a situação de abandono do Centro de Saúde Seleta, no Jardim Flórida. 

De acordo com o parlamentar, o prédio passa por várias dificuldades, como infiltração, que podem ocasionar outros problemas como curto-circuito, caso atinja a rede elétrica. Outros problemas pontuados pelo democrata são a reposição dos vidros das janelas e da porta central, manutenção dos ventiladores da recepção, reforma da calçada (interna e externa), desobstrução da rampa de acessibilidade, compra de insumos básicos para triagem, compra de remédios, manutenção do sistema de ar-condicionado, reforma das cadeiras de roda e compra de otoscópio.

Dr. Diogo visitou a unidade de saúde no dia 8 de abril, junto com o morador do bairro Marcos Barroso, e da coordenadora da unidade. “A visita à UBS Seleta encontrou diversos problemas que deixam o posto em estado de calamidade, de abandono. A estrutura física da unidade está com rachaduras, os pisos sofrem com deformações e rachaduras. As paredes estão com infiltrações e mofo, caso a infiltração não seja resolvida, a parede pode até cair. Além disso, se a água proveniente da infiltração atingir a parte elétrica, pode ocorrer um curto-circuito e até causar problemas ainda mais graves a algum funcionário ou paciente”, justificou o democrata.

UBS do Jardim Ouro Verde

Outra demanda apresentada por Dr. Diogo foi a indicação para que o município compre insumos e materiais de limpeza para o posto de saúde do Jardim Ouro Verde. A unidade localizada na rua Dom João VI, precisa de manutenção do ar-condicionado, conserto da fechadura da porta de entrada e manutenção na estrutura física que está com infiltrações. 

O problema, segundo o relato de funcionários, é ainda mais grave, visto que falta até medicamentos para a população. “Falta materiais básicos como papel toalha, o sistema de ar-condicionado não funciona, a porta da frente não fecha”, justificou o parlamentar na indicação endereçada ao secretário municipal de Governo e Gestão Estratégica, Henrique Sartori e ao titular da pasta de Serviços Urbanos, Romualdo Diniz. 

Dr. Diogo pontuou ainda a importância da Estratégia Saúde da Família, que é tida como uma forma de expansão, qualificação e consolidação da atenção básica por favorecer uma reorientação do processo de trabalho com maior potencial de aprofundar os princípios, diretrizes e fundamentos da atenção básica de saúde.

Por fim, o vereador destaca que “os postos ESF também são responsabilidades dos gestores municipais, gestão essa que deve ser feita com excelência num momento de crise sanitária”, conclui.
 

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.