Daniela pede estrutura home office para professores e sistema online de aulas
Vereadora Daniela Hall pede melhorias na Educação de Dourados
Foto: Thiago Moraes 
28/04/2020 08:39

Ao defender o salário dos 1400 professores temporários que teriam os vencimentos cancelados, a vereadora Daniela Hall (PSD) pediu que a Prefeitura de Dourados avalie a possibilidade do serviço home office para os profissionais. A sugestão ocorreu depois que a administração anunciou que, para manter os contratos, terá que levar os educadores para a secretaria de Educação.

“A prefeita Délia Razuk (PTB) gravou um vídeo sem apresentar os detalhes da atuação dos professores. É louvável que tenha reconhecido o erro e voltado atrás da decisão de demitir os profissionais, principalmente nessa época de pandemia, porém me preocupa nesse momento, a aglomeração de educadores na secretaria, um local improvisado e sem estrutura para que eles possam atuar e ao mesmo tempo se prevenir. É importante que nesse momento, a Prefeitura disponibilize estrutura necessária para que esses professores possam trabalhar de forma home office”, destacou.

Aulas online

Muito antes da ameaça de demissão dos professores, a vereadora realizou indicações para o município, solicitando uma parceria com o Governo do Estado para a adesão a plataforma Protagonismo Digital, uma ferramenta lançada pela secretaria de Estado de Educação (SED) em 2017 que se tornou um importante caminho para as aulas virtuais. A proposta é enviar para alunos do pré II ao 5° ano atividades para que possam realizar em casa, uma maneira de manter o ano letivo em andamento.

“Nós vivemos um momento atípico. As escolas da Rede Municipal suspenderam as aulas presenciais como medida preventiva ao contágio pelo novo Coronavírus. Porém no caso das escolas estaduais foram mantidas as ‘aulas remotas vinculantes’ como uma alternativa. Os gestores são orientados – no primeiro momento – a criar um canal de comunicação entre diretores e professores e outro entre professores e suas turmas. Através desses canais, dialogam com as escolas sobre como usar as diversas tecnologias para dar continuidade a essa aprendizagem”, destacou.

Daniela relatou ainda que a secretaria de Estado também trabalhou para orientar os gestores, durante a adaptação das escolas antes do período de suspensão das aulas presenciais, para o envio de materiais impressos. Por essa razão, os alunos que não possuem conectividade – sem internet em casa – foram contemplados com o material impresso. Eles levaram as atividades para casa e deverão devolvê-las ao final de períodos a cada 15 dias.

Conforme a parlamentar, o Estado também está disponibilizando mais uma importante ferramenta para a realização das atividades remotas. A novidade é fruto da parceria com a Google Inc., responsável pelo serviço conhecido como Google for Education, que vai beneficiar todos os 210 mil estudantes da REE (Rede Estadual de Ensino).

Texto/Fonte: Assessoria

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.