Cirilo Ramão quer nova biblioteca e centro cultural
16/02/2017 07:10

Uma medida proposta pelo vereador Cirilo Ramão (PMDB) pode resolver dois problemas e otimizar a aplicação dos recursos públicos: a construção de uma nova biblioteca municipal e a implantação de um centro cultural na Praça Mário Correa, no espaço onde funcionava a Biblioteca Vicente de Carvalho, atualmente fechada para reforma.

Um dos espaços sugeridos pelo vereador para construção da nova biblioteca é na área não edificada da nova feira livre. "Construído em 1967 o espaço da Biblioteca Vicente de Carvalho já não corresponde à necessidade de uma cidade com mais de 200 mil habitantes, conhecida nacionalmente como polo universitário e com milhares de estudantes matriculados no ensino médio e fundamental", lembra o vereador.

Para Cirilo, Dourados precisa de uma biblioteca arrojada e atrativa, num espaço onde coexistam tanto o livro impresso como a moderna tecnologia da internet, com pontos de acesso a essa ferramenta de pesquisa e leitura. "Levando em conta que a Feira Livre da Rua Cafelândia está instalada em uma ampla área, com vários pontos não edificados, entendemos que a Prefeitura pode atender ali essa necessidade da população", justificou Cirilo em indicação enviada à Prefeitura. "Mas há também outras áreas públicas que poderiam abrigar a nova biblioteca", diz.

Cirilo já solicitou aos deputados estaduais Renato Câmara (PMDB) e Zé Teixeira (DEM) a destinação de recursos, através de emendas parlamentares, para a construção da nova biblioteca.

No prédio da antiga biblioteca ele sugere a instalação de um centro cultural. "Uma reforma na atual Biblioteca seria paliativa. Por outro lado, é anseio dos produtores um espaço público voltado à realização de exposições, oficinas, aulas e outras atividades englobando as diferentes artes, de forma permanente ou esporádica. "Penso que esse prédio da Praça Mário Corrêa poderia atender o anseio da classe artística", afirma Cirilo.

O vereador ressalta que a transformação do local em Centro Cultural dará "vida" à Praça Mário Correa, hoje ponto de consumo de drogas e com outros problemas. O vereador também questionou a secretaria de Educação sobre o acervo da biblioteca fechada. Ele quer saber se está disponível para uso público.


Vereador Cirilo Ramão faz reivindicações para a área de educação e cultura

Texto/Fonte:

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.