Cido Medeiros quer criar “ficha suja” para empreiteiras que abandonam obras
11/11/2015 07:24

Vereador Cido Medeiros acusa empreiteiros de maquiarem capacidade operacional de suas empresas e depois abandonam obras

Da tribuna da Câmara Dourados, durante sessão esta semana, o vereador Cido Medeiros (DEM) cobrou mais responsabilidade por parte das empreiteiras vencedoras de licitações para execução de obras na cidade, sobretudo de pavimentação asfaltica.

“O prefeito Murilo Zauith é criterioso na elaboração dos editais e as construtoras vencem as licitações porque maquiam sua capacidade operacional. Como mentira tem perna curta, hoje temos obras paradas no Canaã II, na linha do Potreirito, no Jardim do Bosque, no Parque das Nações II, como a Rua 33, por exemplo, no Parque das Nações I, na Vila Guarani e no João Paulo II”, enumerou o vereador, acrescentando que as construtoras, em muitos casos, terceirizam as obras para empresas com capacidade operacional ainda menor ou executam apenas os serviços preparatórios para a implantação do asfalto, como a terraplenagem.

“A construtora faz a terraplenagem e some. Quando retomam a obra, é claro que terá que refazer essa terraplanagem novamente, encarecendo seu custo. Além da incompetência em cumprir os prazos, essas construtoras solicitam aditivos aos valores contratados”, afirmou Cido.

“A paralisação repentina das obras e os serviços feitos pela metade causam transtornos aos moradores, que acreditam que com o início das obras vão ter, finalmente, o benefício do asfalto. Depois vem a decepção com a irresponsabilidade das empreiteiras, que simplesmente abandonam as obras”, observou o vereador.

Para o vereador, a Prefeitura deveria montar uma comissão de acompanhamento das obras. Para ele, se a empresa vencedora parar a execução sem ser devido a outro motivo de força maior, como as chuvas, deve rescindir imediatamente o contrato e realizar nova licitação. “Defendo inclusive que seja feita uma “lista suja” que inclua essas empresas e impeça-as de participarem de novas licitações”, sugeriu Cido Medeiros. Cido defende também o estabelecimento, nos editais, de multas para empresas que não cumprirem os prazos estabelecidos.

“Esse pessoal [que abandona as obras pela metade] vem, maquia sua capacidade operacional, recebe as primeiras parcelas e some do mapa. Essa bagunça precisa acabar”, reforçou o vereador do DEM.



Vereador Cido Medeiros acusa empreiteiros de maquiarem capacidade operacional de suas empresas e depois abandonam obras (Foto – Assessoria)

Texto/Fonte:

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.