Câmara faz repasse simbólico de R$ 2 milhões para prefeitura ampliar ações contra Covid-19
- Iniciativa dos vereadores busca reforçar estrutura da saúde pública e ampliar ações no combate à doença que se agrava em Dourados -
Vereadores posam com o cheque simbólico do valor que está sendo repassado ao executivo
Foto: Fotos – Valdenir Rodrigues
26/05/2021 12:30

Uma cerimônia simples e rápida, no Plenário da Câmara de Dourados, oficializou na manhã desta quarta-feira (26) a antecipação da devolução, por parte do Legislativo, de R$ 2 milhões de sobras do duodécimo para o Executivo Municipal reforçar a estrutura da saúde pública e ampliar as ações de combate à pandemia de Covid-19 em Dourados.

Com as presenças apenas de vereadores, o presidente Laudir Munaretto (MDB) fez a entrega simbólica do cheque e avisou aos colegas que o agravamento da crise de Covid-19 em Dourados impossibilitou o prefeito Alan Guedes (PP) de ir à Câmara para o ato.

“A assessoria comunicou que o prefeito está desde cedo em reunião com membros do Comitê Municipal de Gerenciamento de Crise do Coronavírus e de entidades diretamente envolvidas nas ações para definir medidas de enfrentamento à doença e que, por conta do agravamento da situação no município, não poderá estar aqui. Pede a compreensão de todos e reforça a necessidade de, mais que nunca, estarmos unidos na busca de soluções. A situação é grave!”, resumiu Laudir.

O presidente explicou que a devolução antecipada de parte do duodécimo é uma iniciativa de todos os vereadores, como forma de contribuir no sentido de amenizar o forte impacto que a pandemia de coronavírus vem causando no setor de saúde de Dourados, com perdas irreparáveis para famílias douradenses.

“Todos nós estamos condolentes e solidários com os familiares daqueles que perderam entes queridos para a doença”, afirmou, reconhecendo também os esforços que a administração municipal vem empreendendo na tentativa de conter o avanço da Covid-19. “O momento exige de todos nós, governantes, legisladores e sociedade, esforços redobrados para que, juntos, possamos superar esse momento de crise sem precedentes”, pediu o presidente da Câmara.

BANDEIRA CINZA

De acordo com o Prosseguir, ferramenta criada pelo Governo do Estado para monitorar e classificar as cidades de acordo com o grau de risco de infecção pelo coronavírus, Dourados atingiu a ‘bandeira cinza’, ou seja, de risco extremo de contágio.

Boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde divulgado na manhã desta quarta-feira (26) aponta que Dourados registrou o maior número de novos casos de Covid-19: 226 nas últimas 24 horas, ultrapassando inclusive a capital, que tem uma população quase quatro vezes maior. No período, três mortes pela doença foram registradas na cidade.

Já, conforme dados de terça-feira (25), eram 30.786 pessoas infectadas desde o início da pandemia e 482 mortes. Do total, 28.250 pessoas eram consideradas recuperadas da doença, 1.929 cumpriam isolamento domiciliar e 173 estavam internadas nos hospitais do município, sendo 75 em leitos de UTI e 53 em leitos clínicos. Ainda na terça-feira, 39 pessoas infectadas estavam na fila de espera por uma vaga em unidade de tratamento intensivo.

 

Texto/Fonte: Assessoria CMD

Informativo da Câmara

Cadastre seu e-mail para receber novidades da Câmara Municipal de Dourados.